Em Algum Lugar nas Estrelas, de Clare Vanderpool

| |

Em Algum Lugar nas Estrelas: Uma oportunidade de voltarmos à infância

Ficha técnica do livro Em Algum Lugar nas Estrelas

Título: Em Algum Lugar nas Estrelas

Autora: Clare Vanderpool

Tradutora: Débora Isidoro

Editora: Darkside Books

Ano: 2017

Gênero: Ficção

Páginas: 320



Resenha do livro Em Algum Lugar nas Estrelas

Desde a primeira vez que a DarkSide Books divulgou uma imagem de Em Algum Lugar nas Estrelas, escrito por Clare Vanderpool, eu fiquei apaixonada. É o típico livro que te pega pelo olhar antes de você saber sobre o que se trata a história. Como eu sempre tive um apego grande pelo espaço e pelas estrelas (Sailor Moon mandou beijos), sabia que seria difícil me decepcionar com uma história envolvendo esses elementos. E foi assim que cheguei até esse livro maravilhoso.

estrelas02

Em Algum Lugar das Estrelas começa contando a história de Jack Baker, um jovem que perdeu sua mãe recentemente e foi mandado para um internato só para meninos pelo pai, um soldado das Forças Armadas. Jack era muito apegado à mãe, e a distância emocional em relação ao pai somada ao fato de estar em um colégio longe de sua terra natal fazem ele se sentir extremamente solitário naquele lugar. Até que Jack conhece Early.

estrelas05

Early Auden é um garoto peculiar em vários sentidos. Além de viver sozinho em um cômodo do internato que já serviu como despensa do zelador, ele tem a mania de contar e separar jujubas por cores quando fica nervoso. Early também possui regras musicais: ele só ouve Louis Armstrong às segundas, Frank Sinatra às quartas, Glenn Miller às sextas e Mozart ao domingos. A menos que chovesse. Em dias chuvosos, ele sempre ouve Billie Holiday.

estrelas07

Mais estranho que tudo isso, Early tem um apego pelo número Pi. Ele acredita que seus algarismos contam a história de um menino chamado Pi, que viveu uma vida de aventuras explorando diversos lugares do mundo. Jack ouve a história com atenção, mas não acredita que aquilo aconteceu de verdade, ao contrário de Early.

estrelas04

Durante uma semana de férias no internato, apenas Jack e Early permanecem no local. Early comunica Jack que sairá em uma viagem atrás de seu irmão mais velho, declarado morto em um ataque ao seu batalhão durante a Segunda Guerra Mundial. Early jura que ele ainda está vivo e, apesar das tentativas de Jack de desencorajar a empreitada, ambos roubam um barco do internato e partem juntos pela imensidão do mar do Maine.

Durante sua viagem, Jack percebe que o conhecimento de Early sobre a história de Pi pode ser muito útil, já que vários dos acontecimentos ocorridos com eles se parecem com as aventuras vividas pelo personagem fictício. É nessa mistura de realidade e ficção que Jack e Early enfrentarão situações inimagináveis para dois adolescentes e descobrirão o valor de uma amizade verdadeira.

O livro possui duas formas narrativas: na primeira, acompanhamos a aventura dos garotos em primeira pessoa, pelos olhos de Jack. Outros capítulos são narrados em terceira pessoa e contam as aventuras do jovem Pi. Os capítulos sobre Pi são curtos e não tiram o foco da história principal de Jack e Early.

A cada página virada de Em Algum Lugar nas Estrelas eu me apegava mais e mais à história e aos protagonistas. Senti como se vivesse a aventura ao lado deles, vibrando a cada conquista e ficando nervosa quando eles se metiam em alguma encrenca. O que mais gostei, sem dúvidas, foi a mistura de magia e realidade durante a viagem de Jack e Early. Há quem ache confuso, mas eu sou uma grande fã de histórias onde o elemento mágico tira o leitor da zona de conforto, e ficamos sem saber dizer se algo aconteceu de verdade ou era apenas imaginação do personagem. Às vezes a mágica simplesmente acontece, e isso é incrível.

Adquirindo seu exemplar por este link, você ajuda o Chovendo Livros a crescer!


Anterior

Além-mundos, Scott Westerfeld

A importância da jornada – Especial: Em Algum Lugar nas Estrelas

Próximo