Só por hoje e para sempre, Renato Russo

| |

Só por hoje e para sempre

Ficha técnica do livro Só por hoje e para sempre

Título: Só por hoje e para sempre

Autora: Renato Russo (Renato Manfredini Junior)

Editora: Companhia das Letras

Ano: 2015 – 1ª edição (2 julho 2015)

Gênero: Biografias e Histórias Reais

Páginas: 168



Resenha do livro Só por hoje e para sempre, Renato Russo

Entre abril e maio de 1993, Renato Russo passou vinte e nove dias internado numa clínica de reabilitação para dependentes químicos no Rio de Janeiro. Durante esse período, o músico seguiu com total dedicação os Doze Passos, programa criado pelos fundadores dos Alcoólicos Anônimos, que incluía um diário e outros exercícios de escrita. É este material inédito que vem à tona depois de mais de vinte anos em Só por hoje e para sempre, graças ao desejo de Renato de ter sua obra publicada postumamente.

Entremeando as memórias do líder da Legião Urbana com passagens de autoanálise e um olhar esperançoso para o futuro, este relato oferece a seus fãs, além de valioso documento histórico, um contato íntimo com o artista e um exemplo decisivo de superação.“Hoje não dá/ vou consertar minha asa quebrada/ E descansar…” O trecho da canção “Os anjos” de autoria do próprio Renato Manfredini Junior mais conhecido por nós como Renato Russo resume bem a historia relatada por ele em seu “diário do recomeço”, que se transformou em um belíssimo livro intitulado Só por hoje e para sempre.

Nesse diário de bordo Renato Russo nos revela como foram os vinte e nove dias em que passou na clinica de reabilitação Vila Serena. Giuliano Manfredini, filho do cantor, foi quem escreveu o prefácio discorrendo um pouco sobre traços típicos de quem seria Renato Russo e sua constante rotina de escrever. Escrevia, em suas palavras, para deixar seus pensamentos e emoções registrados para o futuro. 

“ Um dia intrigado perguntei : “ Pai, por que você escreve tanto?”. “ Porque nos próximos cinquentas anos, Guiliano, as pessoas poderão saber o que eu sinto e penso hoje”, respondeu ele.” 

Pág  5  – Só por hoje e para sempre, do cantor Renato Russo

Durante o período de reabilitação em Vila Serena, o ato de escrever foi uma peça fundamental para seu tratamento. Por meio dela, descrevia seu dia na clínica e recordava as causas e os eventos para que ele tenha chegado até aquele ponto de sua vida como ele mesmo diz o “fundo do poço”.

Muito mais do que mostrar como foi os dias de tratamento ele se desnuda para assim conhecermos a pessoa física Renato Manfredini, que sofreu, era viciado, incompreendido, inseguro, por que não dizer perdido, alguém que não sabia lidar consigo próprio e acreditava que o outro também não conseguia.Ao ler esse livro, vemos muito mais que um brilhante musico, compositor, rebelde aclamado e aplaudido por jovens até os dias atuas.

Sinto que realmente ele acreditou que ao se interna e seguir corretamente o programa da clinica (Alcoólicos anônimos AA), ele iria se livrar do que o fazia tão mal (drogas, álcool, sentimentos destrutivos), era sua tentativa em buscar a vida, se conhecer sem medo. Envolvente por seu teor, o livro é, acima de qualquer coisa, uma alento é capaz de ajudar qualquer um que também precise de ajuda independe do problema que esteja passado.

Faz-nos pensar e perceber que só por hoje vale a pena ser feliz, só por hoje vale a pena lutar para ter um para sempre mesmos que esse para sempre não exista.

Boas leituras!

Adquirindo seu exemplar por este link, você ajuda o Chovendo Livros a crescer!


Anterior

Doutor Estranho – O Juramento, Brian K. Vaughan e Marcos Martín

Ms. Marvel: Nada Normal, de G. Willow Wilson

Próximo